terça-feira, 27 de setembro de 2011

Tome nota

Suplementos alimentares

"Atletas e médicos renderam-se, há algum tempo, aos suplementos alimentares. A principal vantagem da sua utilização é o facto de permitirem retirar o máximo proveito dos treinos. Os suplementos não têm nenhum efeito mágico e só funcionam associados a um treino físico e boa alimentação. No que diz respeito às pessoas que procuram no exercício uma forma de melhorar a silhueta física, encontram nos suplementos alimentares uma grande ajuda. Os suplementos ajudam a conquistar mais facilmente as curvas definidas procuradas enquanto queimam as gorduras acumuladas.

Relativamente aos treinadores, a maior parte destes técnicos apenas aconselha suplementos aos seus atletas em momentos específicos, principalmente porque a sua utilização prolongada anula grande parte dos efeitos e pode mesmo provocar efeitos colaterais adversos e indesejados. O uso de suplementos alimentares por parte de atletas precisa de uma orientação médica e de um controlo rigoroso devido aos problemas de saúde que podem estar associados à sua utilização.

O principal efeito negativo associado à utilização de suplementos alimentares relaciona-se com a recorrente necessidade que o indivíduo tem em identificar as constantes alterações no corpo, a nível físico. É comum, em casos de uso constante de suplementos, haver uma estabilização em termos de performance física. É nos casos em que o sujeito continua com elevadas expectativas quanto aos seus consumos, que se inicia a utilização de esteróides anabólicos.

O uso de esteróides anabólicos pode produzir inúmeros efeitos fisiológicos incluindo efeitos de virilação, maior síntese proteica, massa muscular, força, apetite e crescimento ósseo. Contudo, também têm efeitos colaterais associados que incluem a elevação de colesterol, acne, pressão sanguínea elevada, alteração da morfologia do coração (existem dados relacionados com o ventrículo esquerdo), comprometimento das funções hepáticas e até cancro do fígado. Nas mulheres causa ainda crescimento de pelos e pode até engrossar a voz, dando ao corpo feições mais masculinas."

Fonte: Revista Atletismo (Setembro/Outubro 2011)
Veja o artigo completo na publicação referida.

Sem comentários:

Enviar um comentário