sábado, 15 de setembro de 2018

Inaugurado Centro Municipal de Marcha e Corrida de Abrantes



Foi hoje inaugurado o Centro Municipal de Marcha e Corrida de Abrantes.





O Centro, sediado no Estádio Municipal de Abrantes, está inserido no Programa Nacional de Marcha e Corrida, iniciativa conjunta do Instituto Português de Desporto e Juventude e da Federação Portuguesa de Atletismo.




Na ocasião foi formalizada a assinatura de um protocolo entre a Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) e a autarquia.



O Centro dispõe de 4 percursos com distâncias entre os 5 e 8,5 Kms, para fazer face aos objetivos dos praticantes: Parque Urbano; S. Lourenço; Castelo de Abrantes e Alto da Chainça.




Este serviço funciona semanalmente às segundas e quartas-feiras, das 18:00 às 19:00. 

Independentemente do horário de prescrição, o praticante pode realizar a sua atividade física quando bem entender.




Qualquer cidadão pode usufruir deste serviço, a qualquer altura do ano, desde que se inscreva no Programa Nacional de Marcha e Corrida na recepção do Estádio Municipal de Abrantes. Aqueles que tenham idade igual ou inferior a 15 anos, terão obrigatoriamente que ser acompanhados por um adulto responsável por si, também devidamente inscrito no referido Programa.

Os técnicos com formação especializada, em função da condição física e dos objetivos de cada um, aconselharão a realização dos percursos e exercícios mais adequados à sua prática desportiva.




Após a assinatura do protocolo foi realizada uma caminhada num dos percursos disponíveis, em parceria com o Grupo Desportivo Transplantados Portugal.










Sobre o Protocolo:

COMPETÊNCIAS DA FPA/PNMC
1 - Conceber o Programa Nacional de Marcha e Corrida;
2- Fornecer suporte técnico à criação do CMC e colaborar na promoção dos planos de desenvolvimento regionais do atletismo através de PNMC;
3 - Desenvolver parcerias e atividades que possibilitem promover, divulgar e aumentar o número de centros e praticantes no âmbito do PNMC;
4 - Através das respetivas Direções Regionais do IPDJ e Associações Distritais de Atletismo, apoiar a comunicação, promoção e divulgação de todas as atividades do Centro de Marcha e Corrida de Abrantes.
5 - Rentabilizar e dar maior impacto a todas as boas práticas desenvolvidas pelo Municipio de Abrantes através das Delegações Regionais do IPDJ e Associações desportivas, atletas e organismos do poder local para uma maior mobilização e rentabilização de meios;
6 - Garantir a formação de quadros técnicos qualificados, através de cursos e ações de formação especificas associadas ao programa e cujos técnicos irão integrar os quadros técnicos dos Centros de marcha e Corrida;
7 - Cofinanciar o desenvolvimento do programa de modo a permitir um correto funcionamento dos centros de Marcha e Corrida devidamente aprovados;
8 - Fiscalizar periodicamente as condições de funcionamento dos Centros de Marcha e Corrida;
9 - Inscrever os praticantes na Seguradora do PNMC, logo após a receção da respetiva ficha de inscrição acompanhada do comprovativo de pagamento;
10- Proporcionar informação atualizada dos praticantes inscritos no PNMC;
11 - Conceder apoio técnico e fornecer tutoria técnica de apoio ao desenvolvimento das iniciativas a realizar no âmbito do presente protocolo.
CLÁUSULA 3ª
COMPETÊNCIA DO MUNICÍPIO DE ABRANTES
1-Criar condições e estruturas de apoio à realização das atividades a efetuar no âmbito deste Protocolo, em função da disponibilidade de infraestruturas existentes no Município, nomeadamente o espaço físico que funcionará como gabinete de apoio ao Centro de Marcha e Corrida;
2-Garantir e coordenar as condições de funcionamento do Centro (espaços de prática limpos, seguros e com indicação de diferentes percursos, estruturas de apoio aos praticantes, balneários, etc...);
3-Garantir o nível de qualificação dos técnicos que orientam e supervisionam as atividades do Centro no âmbito do presente protocolo de acordo com o Dec. Lei nº 248-A/2008;
4-Divulgar junto da população, as atividades a realizar no âmbito do Centro de Marcha e Corrida, de forma a dar-lhes expressão e projeção, nomeadamente nos seus sítios da internet e através de outros meios de comunicação locais existentes;
5-Reencaminhar para a Coordenação do PNMC as fichas de inscrição e respetivos comprovativos de pagamento sempre que um praticante adere ao PNMC no seu Centro;
6-Manter uma ligação regular com a coordenação do Programa, de forma a garantir uma constante atualização de dados e apoio direto aos técnicos e praticantes;
7-Enviar à FPA sempre que possível no inicio de cada época (setembro), o plano de atividades do CMC que fixará as ações concretas a realizar e as condições da sua realização podendo, a todo o tempo, serem consideradas novas ações e iniciativas.


Serão publicadas mais fotos amanhã.

PUBLICIDADE

Sem comentários:

Publicar um comentário