sexta-feira, 18 de maio de 2018

Tendinite - o que são e o que fazer...


(crónica de Tânia Santo)


Os tendões são estruturas constituídas por tecido conjuntivo, são estruturas fibrosas, com função de manter o equilíbrio estático e dinâmico do corpo, através da transmissão do trabalho muscular aos ossos e articulações do corpo.

No desporto as lesões dos tendões podem ter diversas origens: traumáticas, inflamatórias ou de sobrecarga.

As inflamações dos tendões denominam-se por tendinites.

No joelho existem duas inflamações tendinosas muito frequentes no desporto, a inflamação do tendão da rótula (rotuliano) e do tendão do quadricípite.

Tendinite do tendão rotuliano

A função desempenhada pelo tendão rotuliano é muito importante para fornecer a estabilidade que a rótula necessita, principalmente após um salto. As tendinopatias rotulianas são consideradas uma das patologias tendinosas mais recorrentes em atletas cuja sua atividade envolva o salto ou mudanças de direção repentinas. Por isso, as patologias do tendão rotuliano no desporto são mais recorrentes em desportos como: Basquetebol, Voleibol, Futebol, Atletismo…

Onde se localiza a dor quando existe uma tendinite no joelho?

- Dor localizada: joelho ou mais localizada por baixo da rótula;

- Dor na palpação na zona afetada;

- Rigidez no joelho ao realizar gestos como: sentar, subir escadas, saltar, colocar-se de joelhos, etc;

- Perda de força muscular na zona do joelho;

- Outros sintomas de tendinite no joelho que se podem observar é ocasional perda de equilíbrio, aumento da temperatura na região anterior do joelho ou edema.

A maioria dos casos responde bem à fisioterapia.

A interrupção das atividades que aumentam a dor até que ela desapareça é essencial. Devem ser minimizadas atividades como a corrida (sobretudo em superfícies inclinadas ou irregulares), saltos ou pontapés. Esse repouso gera a oportunidade para a cicatrização e regeneração dos tecidos.

 Após os sintomas desaparecerem, essas atividades poderão ser gradualmente retomadas.

Nestas situações é crucial estabilizar e manter uma biomecânica adequada. O mesmo é aplicável ao tratamento de outras lesões tendinosas mas, para o tratamento de uma lesão no tendão rotuliano o tratamento deve ser doseado segundo a evolução da lesão.

O tratamento da fisioterapia das tendinites do tendão rotuliano é inclui alongar (figuras 2 e 3), técnicas de terapia manual, termoterapia, treino propriocetivo (figura 4) e por vezes meios eletrofísicos.

                               Figura 2

                              Figura 3

Se os sintomas forem ignorados poderá ocorrer a evolução para uma lesão crónica, com cicatrização mais lenta, mais tempo de incapacidade e maior risco de recaída.

                              Figura 4

Não deixe de ouvir os sinais do seu corpo, em caso de dúvida recorra a um profissional de saúde.        

Tânia Santo
fisioterapeuta
ACeS Médio Tejo
Prática privada Clinipé 

Sem comentários:

Enviar um comentário